Cristiane Dias

Minha foto
Um blog bem diversificado com assuntos interessantes e atuais. Além de muitas dicas de manutenção para seu computador e navegação na web.

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Escola para todos,professores não lutam só por salário

.


A maioria de nós, brasileiros temos pelo menos um filho na escola pública do município.
Todos os anos  é a mesma coisa, demora para entregar o uniforme(que veio sem roupa de frio esse ano) e o material escolar.
Este ano até agora 07/2013 várias escolas municipais não receberam o material para o decorrer do ano, muitas professoras estão pedindo para os pais comprarem, pois de outra forma não conseguiram aplicar as atividades necessárias em sala de aula para o desenvolvimento dos nossos filhos.
Além da falta de professores,obrigando assim superlotação em dificultando ainda mais o trabalho.
Quando um professor entra em greve da rede municipal ou estadual, muita gente pensa que é só pelo salário e não é, o professor está lutando por melhorias na rede de ensino que beneficia nossos filhos, temos que apoiar essa luta para melhores condições de trabalho. A mídia anuncia apenas aquilo que o governo quer que anuncie, dizendo que os professores ganham bem e estão protestando pelo salário. Como já disse em matérias anteriores, ”um povo ignorante é facilmente manipulado”, por isso divulgam apenas o que lhes convém incitando a população contra os professores. Veja a declaração do presidente da Sinpeen(Sindicato dos profissionais em Educação no Ensino Municipal de São Paulo):
"Nossa pauta também dispões sobre condições de trabalho, organização das escolas e do ensino, medidas preventivas contra violência e indisciplina na escola e medidas relativas a inclusão na escola", afirmou o presidente do Sinpeem.
Na rede estadual essa foi a pauta:
“Entre as reivindicações dos docentes da rede estadual estão o aumento salarial de 36,74% e a implementação de uma lei nacional, que prevê que 33% da jornada de trabalho dos professores seja destinada à preparação de aulas e à formação continuada.” E a superlotação em sala de aula:

A OIT e a Unesco dizem que o Brasil é um dos países com o maior número de alunos por classe, o que prejudica o ensino. Segundo o estudo, existem mais de 29 alunos por professor no Brasil, enquanto na Dinamarca, por exemplo, a relação é de um para dez.

Como podemos ver não estão lutando somente pelo direito a um salário digno e sim por melhorias na rede toda de ensino.

Antes de “comer” tudo o que a mídia nos impõe, vamos nos informar, vamos participar das reuniões escolares e verificar o quê realmente os professores precisam para ensinar melhor nossos filhos e vamos apoiá-los.
Veja a comparação salarial em relação a outros países:
Segundo a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), o salário médio do docente do ensino fundamental em início de carreira no Brasil é o terceiro mais baixo do mundo, no universo de 38 países desenvolvidos e em desenvolvimento. O salário anual médio de um professor.

Indonésia $ 1.624,00______________Brasil $ 4.818,00 (11.000/ano)
Peru $ 4.752,00__________________ Argentina $ 9.857,00(22.000/ano)
Uma vergonha,um profissional formador de pessoas ganhar esse salário e lidar com condições precárias de trabalho.
Vamos vestir essa camisa e apoiar nossos professores.

Um comentário:

  1. O Brasil é um dos países que menos valoriza seus professores, fazendo com que eles tenham que correr atrás de aulas em detrimentos da qualidade das mesmas.Não sobra tempo para reciclagem, para preparo de melhores aulas, etc. Muitas vezes as salas são superlotadas não dando oportunidades de dedicação aos alunos mais fracos.Quando fazem greve são mal visto pelos pais que so veem os filhos sem aulas, e não que o prof. está lutando por melhores condições de trabalho e pelo Estado que joga o professor contra a opinião pública.

    ResponderExcluir